quarta-feira, 13 de junho de 2007

Darfur e o futuro

Finalmente ao fim de quatro anos(!!!) de conflito que já causou 200 mil mortes, Darfur vai ter uma força internacional de paz composta por 19.000 soldados da ONU. Com alguma relutância, o governo Sudanês acabou por aceitar ajuda para uma região que requer uma intervenção urgente. Curiosamente os Estados Unidos não irão comparticipar na ajuda a Darfur. O interesse de Bush jr. naquele território é nulo...

2 comentários:

G disse...

Foi preciso chegar à situação que está hoje para que uma decisão destas fosse tomada.
Espero ver um dia o Sr. Presidente do governo Sudanês acusado de todos os crimes que por lá foram cometidos e que não aceitou (não queria?)resolver antes!

E os EUA, mais uma vez, não surpreendem...

Abraço!

pita-cega disse...

Não costumo fazer comentários deste modo (copiar/colar) mas, nem de propósito, acabo de deixar este no Contracorrente (http://ccorrente.no.sapo.pt/paginas/internacional.htm).

O que se passou no Sudão nos últimos anos, devia encher de vergonha países que se dizem os guardiões da democracia e dos direitos humanos. O que dirão os americanos, tão expeditos a invadir o Iraque a coberto das armas de destruição maciça, acerca da destruição do povo do Sudão (e da África, em geral)? Ninguém de bom senso consegue assistir a esta política dos dois pesos e duas medidas sem sentir vontade de rogar uma praga a estes filhos da puta.