sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Até que a morte o separe do "trono"

Faz hoje 28 anos, que o todo-poderoso José Eduardo dos Santos foi eleito presidente de Angola, para não mais deixar o “trono”. A guerra em Angola acabou depois da morte de Savimbi (o seu "eterno" rival), e, José Eduardo dos Santos reforçou ainda mais a sua extrema riqueza e o seu poder, tornando-se num dos homens mais influentes, no mundo.
Devido aos vastíssimos recursos naturais que o país possuí, fazem de Angola um dos países mais apetecíveis para investir...
Mas a corrupção é infindável, a miséria e a pobreza continuam a abundar entre o povo angolano, enquanto JES esbanja “oceanos de dinheiro”, para seu bel-prazer, dos seus familiares e com quem lhe é próximo, vivendo requintadamente como um sheik, desprezando e ignorando totalmente o seu povo... Angola é dele, novamente dele e depois, de alguns familiares e amigos mais chegados... Um circulo muito restrito!
Em 2009, estão previstas eleições em Angola, mas não acredito que JES abdique do “trono” e do nível de vida a que se habituou, a custo de muito sangue derramado e muitas vidas perdidas...

2 comentários:

João Rato disse...

Um espertalhão, entrou pela esquerda e a esquerda ainda não o deserdou, serviu a direita e a direita nunca o rejeitou. Um herói, venceu um igual porque todos acharam que só havia lugar para um deles, num país de miséria é preciso coragem para se ser muito rico. Cheguei a dar-lhe o benefício da dúvida quando outros o não toleravam, agora que o rejeito eis que se tornou tolerável.

Watchdog disse...

João:
Nós, que nada temos "empatado", que apenas nos limitamos a publicar, com o único interesse de informar de uma forma mais "livre" e sem qualquer pressão, vemos as coisas de outra perspéctiva... uma perspéctiva mais real!

1 Abraço!