sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Descriminação ou (ainda mais) prevenção?!

O MAI está a estudar um programa que se chama Risco Zero e que visa reduzir a sinistralidade nas estradas portuguesas. O MAI pretende diferenciar o bom condutor do mau condutor, atribuindo dísticos de três cores, que vai da cor verde à cor vermelha. Todos os veículos estarão identificados com um dístico e saberemos imediatamente identificar os bons condutores (cor verde), os "nabos e dos azelhas" (cor laranja), e os perigosos, que são carimbados com um dístico vermelho. É um medida algo polémica, mas que a mim me faz sentido. É que andam por aí tantos assassinos nas estradas, se andarem identificados, talvez andem mais controlados! É raro aplaudir as ideias do Governo, mas se esta for para a frente, concordo!

5 comentários:

João Rato disse...

Isto não é uma medida, é um divertimento! Para mim mais importante do que este selo era um que identificasse se o condutor era ou não do PS - pra quê?!
- Olha pra quê?! Não posso dizer, é claro!

Marreta disse...

Estou de acordo contigo.
Se puderes dá um "look" lá no meu Muppet Show.
Saudações do Marreta.

Anónimo disse...

Boas... estas iniciativas abrem perigosos precedentes. Que tal marcas identificativas para: médicos incompetentes, políticos apáticos, absentistas do trabalho, criminosos, parvos, burros, ignorantes, saloios, intelectuais, ateus, religiosos?...Bem haja. Liberdade Sempre. Eht Refrus

Watchdog disse...

anónimo: Mais 2 mortos na EN125... mais 13 mortos na A23, hoje... chega-te???

Watchdog disse...

Sem contar com as crianças que foram atropeladas com a avó numa passadeira... uma das crianças morreu!